Walter Racklee

Publicado por

Walter Racklee

Agenda de SHOW

10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP
10/11 - Teste - SP

Biografia

Infância e juventude

Nascido na Roseira, um bairro de Mogi Guaçu – SP, Walter é o oitavo filho de dezesseis irmãos. Seu pai, Avelino de Araújo trabalhava como labrador enquanto sua mãe, Francisca Martins de Araújo era dona de casa, cuidando do lar e dos filhos.
Apesar da vida simples em que sua família levava, o pequeno Walter era uma criança feliz sempre rodeado de amigos, aproveitava ao máximo sua infância. O garotinho sempre trazia consigo um sorriso no rosto e isso não mudou quando ainda pequeno, em busca de uma vida melhor, sua família resolveu mudar-se para a cidade. O Destino dessa grande família? Vila Paraíso, o bairro onde Walter viveu até a sua Pré-adolescência.

A Perda

Walter sempre foi muito querido, todos que o conheciam acabavam se rendendo aos seus encantos. Entretanto, essa realidade não se repetia em sua vida pessoal. Em casa, o cantor tivera que conviver com muitas desavenças familiares, onde sempre era ele quem saia mais prejudicado.
De sua família, a pessoa em que Walter mais confiava era seu pai. Avelino sempre foi apaixonado por música, tanto que tocava acordeão e viola, além de integrar um grupo de catira (uma dança típica do interior paulista). Mas o que ele sonhava mesmo era que um de seus filhos se tornassem artista, foi dessa vontade do pai e de suas idas as apresentações do mesmo, que aos poucos Walter passou a nutrir o desejo de seguir o ramo artístico, escolhendo inicialmente a música, que era a arte em que o pai mais gostava e que mais o agradava.
Um dia a mãe de Walter pediu para que ele levasse o almoço para o pai (na época Avelino trabalhava na prefeitura da cidade), aquele dia aparentava ser mais um dia comum. Infelizmente não era, aquela data seria marcada para sempre como um dos dias mais tristes da vida do talentoso garoto. Depois de levar a marmita para o pai, Walter voltou para casa, onde foi recebido pela mãe que lhe perguntou como Avelino estava. O garoto respondeu que o pai estava bem, essa era a verdade, ou pelo menos parecia ser. Não demorou muito para a família receber uma visita, se tratava de um homem perguntando se ali morava a família de Avelino de Araújo. Dona Francisca prontamente respondeu que sim, recebendo em seguida a noticia em que o marido havia falecido. Naquele instante a vida de Walter se desmoronou diante de seus olhos. O seu herói, protetor e melhor amigo já não estaria mais ali para fazê-lo sentir-se amado e seguro, como só ele sabia fazer.

O circo

Após a morte de seu pai, a vida de Walter ficou ainda pior, as brigas e cobranças em cima dele tornaram-se cada vez mais constantes. Cansado daquela situação, Walter se apegou as lembranças do pai, principalmente aquelas em que seu herói lhe contava que queria ver um dos seus filhos sendo artista. Ele tinha talento, por que não realizar o sonho do pai?
Depois que um pequeno circo chamado “Paz e Amor” chegou á Mogi Guaçu, Walter ainda não sabia, mas ali estava a sua chance de tornar-se um grande artista. Pouco antes de o pequeno circo mudar-se para outra cidade, Walter recebeu o convite para juntar-se a eles, e assim dar o primeiro passo para a realização do sonho de seu pai. Aquela era uma chance em que o jovem não poderia dispensar, então depois de pensar um pouco, sem olhar para trás, partiu com aquele pequeno circo.

De menino inexperiente, ao então consagrado cantor “Walter Racklee” Não demorou muito para Walter tornar-se um dos principais destaques do circo, apresentando-se com sua bela voz e tornando-se um dos principais galãs daquele lugar. Mudanças sempre estiveram constantes na vida de Walter, em sua carreira não foi diferente. Sempre passeando pelas artes, o jovem já foi, além de cantor, ator, radialista e até locutor de parque. Definitivamente, Walter nasceu para brilhar e o brilho de sua luz começava a se destacar.

Convivência artísticas

Em sua trajetória Walter conheceu e conviveu com grandes nomes da música brasileira, sendo alguns deles, Léo Canhoto e Robertinho, Chitãozinho e Xororó, Gilberto e Gilmar, Pedro Bento e Zé da Estrada, João Mineiro & Marciano, Milionário & José Rico, entre outros. Além de é claro, ter tido a chance de relacionar-se de forma amorosa com lindas mulheres da mídia.

Walter e Odair José

Um dia quando estava triste, com saudade de sua família, pensando em sua vida, Walter ouviu uma música de um artista até então desconhecido por ele, mas aquela melodia parecia estar sendo cantada para ele. A música na ocasião era “Dê Um Chega Na Tristeza” do cantor Odair José, e como essa música o tocou muito, Walter passou a buscar mais informações desse cantor, percebendo que suas músicas pareciam ter um tipo de conexão com ele, já que elas retravam tão bem a sua historia de sua vida.

Foi ouvindo as músicas de Odair José que Walter encontrou outra inspiração para sua vida artística, além de uma motivação para não desistir e tornar-se o que é hoje

Vida atual

Atualmente Walter reside em sua cidade natal junto de seus dois filhos, Diony e Ingrid.

Sempre com a agenda cheia, o cantor continua espalhando alegria pelo Brasil a fora.

CONTATO


Se quiser pode nos contatar através do formulário ou contatos abaixo:


Seu Nome: *
Seu E-mail: *
Sua mensagem: *



Tel - (19) 99103-9873 | (19) 99728-1791

Acompanhe Walter nas Rede Sociais:




FALE CONOSCO

Nome

E-mail *

Mensagem *